<$BlogRSDURL$>

agosto 10, 2004

ARRE, que tanto é muito pouco! 



ARRE, que tanto é muito pouco!
Arre, que tanta besta é muito pouca gente!
Arre, que o Portugal que se vê é só isto!
Deixem ver o Portugal que não deixam ver!
Deixem que se veja, que esse é que é Portugal!
Ponto.

Agora começa o Manifesto:
Arre!
Arre!
Oiçam bem:
ARRRRRE!


Álvaro de Campos - Poesias

Cerca de cem anos depois deste poema ter sido escrito, é esta uma questão de fundo?
A busca do conhecimento é ou não a mais nobre e significativa de todas as atividades humanas?
Quem é responsável pelo nosso futuro colectivo? Cada um de nós, por si e pelos outros!
Por agora, o futuro vai passando por Bruxelas.
Assim, há sempre alguém a quem responsabilizar.

Etiquetas:


Comments:
Olha, que tá mau tá mas em Bruxelas já meti lá o meu : Miguel, tás a ver? É uma esperança..em Bruxelas. Desculpa meter o Portas nisto mas sou Fan dum,do outro não :-)

PS-desculpa as calinadas no português mas como sou meia estrangeirada às vezes erro na gramática.
 
Enviar um comentário

This page is powered by Blogger. Isn't yours?